Terça, 28 de Junho de 2022
Geral Pará

Governador assina ordem de serviço para reforma e ampliação de Hospital Regional do Baixo Tocantins

Foi assinada nesta quinta-feira (23), pelo governador Helder Barbalho, a ordem de serviço para as obras de reconstrução e ampliação do Hospital Regional de Cametá, no Baixo Tocantins. Além de Cametá, a unidade hospitalar atende os...

23/06/2022 às 23h00
Por: Redação Fonte: Secom Pará
Compartilhe:

Foi assinada nesta quinta-feira (23), pelo governador Helder Barbalho, a ordem de serviço para as obras de reconstrução e ampliação do Hospital Regional de Cametá, no Baixo Tocantins. Além de Cametá, a unidade hospitalar atende os municípios de Abaetetuba, Acará, Baião, Igarapé-Miri, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba, Limoeiro do Ajuru, Moju, Oeiras do Pará e Tailândia. 

Com a ampliação, o hospital ganhará 10 leitos de UTI adulto, 10 leitos de UTI pediátrica e 10 leitos para a rede cegonha. Serão ofertados também mais 80 leitos sendo distribuídos entre 16 leitos pediátricos, 24 para o serviço obstétrico, 24 leitos para o atendimento clínico geral e 16 clínicos cirúrgicos. Outra novidade é a construção do bloco de serviço para atender as áreas de nutrição e dietética, central de material esterilizado, processamento de roupa e vestiário para funcionários e lactário.

Para o secretário Rômulo Rodovalho, todas as obras realizadas na área da saúde tem um único objetivo que é atender a população que mais precisa, os mais carentes e que merecem um atendimento digno e de qualidade. “Temos um governo que busca olhar para todas as regiões do estado, para os 144 municípios sem distinção”, garantiu o titular da Sespa.

Esta é uma obra realizada em parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), por meio de termo de cooperação. O valor investido será de de R$ 40 milhões.

Moradora de Limoeiro do Ajuru, a dona de casa Sarah Farias de Souza, diz estar feliz pela reforma do hospital. Para ela, o fato de não precisar ser transferida para a capital em busca de atendimento já é um grande avanço.  

O serviço de ampliação do hospital também contemplará o centro cirúrgico que passará a ter três salas para cirurgias. O centro de parto ganhará três leitos com o atendimento pré-parto, parto e pós parto (PPP). Serão ampliados os serviços de atendimento ambulatorial e serviço de apoio a diagnóstico, com a aquisição de um aparelho de tomografia computadorizada.

“Hoje é um dia histórico, pois vamos iniciar as obras de um novo Hospital Regional de Cametá. No sábado vamos assinar as obras para o hospital do Largo de Tucuruí e juntos essa região vai viver um novo tempo de saúde pública. Aqui demonstramos que independente de questões políticas, aqui estamos juntos pelo Pará e por Cametá. Quando assumimos o governo, o hospital tinha 38 leitos e estava completamente sucateado. Nós fizemos investimentos para 50 leitos e passamos a estruturar para dar condição para que esse hospital pudesse cumprir o seu papel que era salvar vidas”, destacou o governador Helder Barbalho. 

As obras de reconstrução e ampliação do Hospital Regional de Cametá possibilitarão a ampliação dos serviços já ofertados na unidade, que são as seguintes especialidades: : Clínica Médica, Cirurgia Geral, Ginecologia Clínica e Cirúrgica, Obstetrícia, Traumatologia/Ortopedia Clínica e Cirúrgica, Pediatria Clínica e Cirúrgica, Proctologia Clínica e Cirúgica, Oftalmologia Clínica e Cirúrgica, Clínica Cardiológica, Gastroenterologia Clínica e Endoscópica, Otorrinolaringologia Clínica Cirúrgica. Urologia Clínica e Cirúrgica, Anestesiologia Clínica e Cirúrgica, Urgência e Emergência e SADT.

 

A diretora do Hospital Reginal de Cametá, Elizete Veiga, conta que o hospital não recebe uma reforma há 31 anos. Segundo ela, é um sonho de uma região inteira. “É um dia de festa na nossa região. Hoje podemos comemorar, pois chegou a tão sonhada saúde pública de alta complexidade na nossa Região do Baixo Tocantins”.

Texto: Tatiane Freitas 

Por Melina Marcelino (SESPA)
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.