Terça, 28 de Junho de 2022
Geral Distrito Federal

Crédito suplementar garante 40 horas para servidores da assistência social

Governo do Distrito Federal assegura dotação orçamentária para que profissionais ampliem seu horário de trabalho

23/06/2022 às 20h31
Por: Redação Fonte: Agência Brasília
Compartilhe:
Ana Carolina
Ana Carolina

As pedagogas Bruna Barreira e Dulcienne Kuzer e a educadora social Geovana Pereira, além de escreverem uma bela história na política de assistência social do Distrito Federal há mais de dez anos, têm algo a mais em comum. Todas integram o quadro de servidoras efetivas da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e tentam, há mais de um década, ampliar a carga horária de 30 para 40 horas semanais. A partir desta quinta-feira (23), este pleito, finalmente, começa a ser conquistado.

“Trata-se de uma medida com dois focos. Um deles é no servidor, que há tanto tempo busca por isso. O outro, no cidadão, que vai ganhar um grande reforço no atendimento”Mayara Noronha Rocha, secretária de Desenvolvimento Social

Foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) o Decreto nº 43.464 , que abre crédito suplementar de R$ 4.187.529 para a Sedes. A verba destina-se à ampliação da carga horária dos servidores que desejarem e tiverem feito a requisição. “Trata-se de uma medida com dois focos. Um deles é no servidor, que há tanto tempo busca por isso. O outro, no cidadão, que vai ganhar um grande reforço no atendimento”, destaca a secretária Mayara Noronha Rocha, que havia anunciado a publicação desse decreto há cerca de uma semana.

Com experiência tanto nas unidades socioassistenciais regionais quanto nos departamentos administrativos da pasta, Bruna Barreira é formada pela Universidade de Brasília (UnB) e desde que entrou tenta a ampliação. Com o decreto, ela faz uma análise ponderada da situação econômica. “Representa fazer jus a um valor a mais, que ajudará a ajustar as contas um pouco mais de acordo com a inflação”, comemora a especialista.

785É a quantidade atual de servidores efetivos da pasta que trabalham em regime de 30 horas semanais aptos a solicitarem a ampliação

Por sua vez, Dulcienne Kuzer aguarda há um pouco mais. São 12 anos na espera. “É uma conquista”, resume. “Eu penso lá na frente. É uma forma de ter uma aposentadoria mais digna”, completa a pedagoga do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Brasília.

Para a educadora Geovana Pereira, que já estava descrente dessa possibilidade, a ampliação vai impactar diretamente no atendimento ao cidadão. “Mais servidores nas unidades e por mais tempo. Isso vai aumentar a capacidade de prestação de serviço à população. Todos ganham”, finaliza.

Atualmente, a Sedes tem 785 servidores efetivos que trabalham em regime de 30 horas semanais aptos a solicitarem a ampliação. É aguardada para os próximos dias a publicação nominal de quem fez a requisição.

Além da autorização da ampliação na carga horária, os servidores da assistência social tiveram importantes conquistas neste ano. Uma delas foi a concessão da terceira parcela do reajuste salarial prometido desde 2014. Outro pleito atendido foi a nomeação de mais servidores para a Sedes, com quase 900 novos trabalhadores, e a possibilidade de novo chamamento nos próximos dias. Por fim, o reajuste no auxílio alimentação e a Gratificação de Desempenho Social.

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Social 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.