Terça, 28 de Junho de 2022
Geral Pará

Forças de Segurança Pública elucidam crimes e prendem envolvidos em homicídios, em Altamira

Nesta sexta-feira (23), dois homens envolvidos em quatro homicídios ocorridos no dia 14 de maio em Altamira, foram presos durante a "Operação Corta Fogo", nos bairros Altamira e Brasília. Na ação, também foram apreendidas duas armas de...

23/06/2022 às 20h20
Por: Redação Fonte: Secom Pará
Compartilhe:

Nesta sexta-feira (23), dois homens envolvidos em quatro homicídios ocorridos no dia 14 de maio em Altamira, foram presos durante a "Operação Corta Fogo", nos bairros Altamira e Brasília. Na ação, também foram apreendidas duas armas de fogos calibre .38 e 380, além de uma motocicleta que serão encaminhadas para exames periciais. 

Os resultados da Operação deflagrada com o intuito de cumprir os mandados de prisão e busca e apreensão relacionados aos quatro homicídios ocorridos em um estabelecimento comercial, foram apresentados pelos Gestores da Segurança Pública na tarde desta quinta-feira, em coletiva de imprensa, no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), em Belém. 

Na ocasião, o Secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, destacou a importância da atuação integrada forças de segurança, de forma imediata, para que uma resposta fosse dada ao estado, demonstrando que o sistema está preparado para prevenir, mas também para reprimir a criminalidade. 

"É importante esclarecer que nós conseguimos tanto com a investigação da Polícia Civil quanto com a perícia feita pela Polícia Científica, comprovar e identificar os alvos, comprovar e inclusive apreender as as armas utilizadas nesses crimes. Os próximos exames vão fazer o cruzamento das informações, porém já tinha sido alinhado que as munições eram de calibres semelhantes aos das armas apreendidas nessa ação. Ressaltamos que após esses crimes ocorridos em maio, deflagramos uma operação integrada da segurança pública e estabelecemos um núcleo de investigação, passamos todo o restante do mês de maio e as primeiras semanas de junho sem nenhum evento, ou seja, quase 30 dias sem crimes. O que demonstra que o sistema de segurança conseguiu responder tanto com ostensivamente por meio da operação Impacto quanto pelo trabalho investigativo que nos permitiu dar uma resposta a sociedade", explicou Ualame Machado. 

Crime- No dia 14 de maio deste ano, quatro pessoas foram atingidas por disparos de arma de fogo em um estabelecimento comercial no bairro Trairão. Logo após o crime, no dia seguinte, uma comitiva liderada pelo governador Helder Barbalho e todos os gestores da Segurança Pública, estiveram no município para acompanhar de perto o início das apurações e a deflagração de Operações em combate a criminalidade na Região. Além das ações, também foi estabelecido um Núcleo Provisório de Inteligência Integrada, para apurar os crimes ocorridos na região, o que resultou na identificação de envolvidos e várias prisões em flagrante por crimes violentos e tráfico de entorpecentes. 

Resolutividade- De acordo com informações apuradas pelo Núcleo Provisório de Inteligência Integrada, estabelecido ainda no mês de maio, os dois homens presos estão envolvidos diretamente nos 04 homicidios do dia 14, assim como são investigados por outros dois crimes efetuados naquele período, elucidando assim seis casos.

Segundo o Delegado-Geral, Walter Resende, o trabalho investigativo por meio de uma equipe especializada, permitiu com quem em 10 dias após os crimes os alvos fossem identificados. "Assim que avançamos no trabalho de investigação, remetemos à Justiça e na última terça-feira quando os mandados foram expedidos alinhamos a operação, deslocando uma equipe de Belém, especializada nesse tipo de ação por se tratarem de alvos de alta periculosidade, para atuarem junto a equipe local e logramos êxito na prisão de duas pessoas. Afirmamos que seguimos nas buscas por um terceiro envolvido, porém já com a prisão dos dois, vamos poder identificar e esclarecer outros homicidios. Foram 12 homicídios naquele período, onde 9 nos já temos plena convicção de quem são os autores. Portanto as investigações vão prosseguir e reafirmamos que não vamos recuar no combate à todo tipo de ação criminosa, pois nosso papel é tambem garantir a paz social da população de Altamira", concluiu Resende.

Inovação

O aparelho do Sistema Integrado de Comparação Balística (IBIS), instalado desde o mês de abril no Núcleo de Balística Forense da Polícia Científica do Pará, está sendo usado pela primeira vez em um caso de grande repercussão e sendo fundamental para a elucidação destes crimes ocorridos em Altamira, garantindo celeridade às perícias realizadas, além de aprimorar a qualidade das investigações policiais por meio da comparação entre projéteis e estojos de armas de fogo, que serão catalogados no Banco Nacional de Perfis Balísticos (BNPB), que correlaciona diferentes crimes cometidos por uma mesma arma, o que já foi possível identificar que as armas foram utilizadas em três locais de crimes ocorridos em maio. 

Desde o início das apurações, as equipes de peritos atuaram preservando o local de crime e garantindo com que todos os exames periciais fossem realizados com total agilidade, informou o Diretor da Polícia Científica do Estado, Celso Mascarenhas. "Realizamos vários exames periciais e coletamos 48 peças balística, contribuindo para as investigações. A partir de agora, com as armas apreendidas, serão feitos outros exames, para poder indentificar se os projéteis retirados dos cadáveres são compatíveis, pois a Polícia Científica conta com o equipamento de ponta que interliga com o sistema nacional de comparação balística, que vai facilitar para a Polícia Civil materializar esse evento", concluiu Celso.

As equipes da Polícia Civil do Pará continuam as investigações e diligências para cumprir outro mandado de prisão, assim como identificar outros indivíduos envolvidos nas ações criminosas, bem como, a Polícia Militar segue atuando com ostensivamente garantindo a segurança e paz social no município de Altamira.

Por Roberta Meireles (SEGUP)
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.