Sábado, 25 de Junho de 2022
Senado Federal Senado Federal

Senado entrega Prêmio Adoção Tardia na próxima quarta-feira

Pessoas e instituições que desenvolvem iniciativas voltadas para a adoção de crianças e adolescentes fora do perfil procurado pela maioria das famí...

20/05/2022 às 17h15
Por: Redação Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
Adolescentes, principalmentes se tiverem irmãos aguardando junto na fila, têm mais dificuldade de serem adotados do que bebês. - arquivo pessoal
Adolescentes, principalmentes se tiverem irmãos aguardando junto na fila, têm mais dificuldade de serem adotados do que bebês. - arquivo pessoal

Pessoas e instituições que desenvolvem iniciativas voltadas para a adoção de crianças e adolescentes fora do perfil procurado pela maioria das famílias terão seu trabalho reconhecido pelo Senado. O Prêmio Adoção Tardia terá, na sua primeira edição, cinco homenageados. A sessão de premiação está marcada para a quarta-feira (25), às 10 horas, no Plenário do Senado.

A criação do prêmio foi aprovada em 2021 pelo Senado. A iniciativa de propor a premiação foi do senador Fabiano Contarato (PT-ES), defensor da adoção tardia e pai de duas crianças adotadas. O projeto (PRS 35/2021) define adoção tardia como a adoção de crianças com idade igual ou superior a três anos; crianças ou adolescentes com irmãos; e crianças ou adolescentes com deficiência, doença crônica ou necessidades específicas de saúde.

Segundo o senador, o processo de adoção de crianças e adolescentes demora devido ao perfil que os adotantes buscam. Dados de 2020 mostraram que cerca de 14% dos pretendentes aceitam apenas crianças brancas e outros 61,65% não aceitam adotar irmãos. Por outro lado, 66% das crianças em abrigos são pardas e negras; 85,77% têm mais de três anos de idade; 20% têm algum tipo de deficiência ou doença crônica; e 54,82% têm irmãos. 

Agraciados

Em 2022, na primeira edição do prêmio, serão homenageadas quatro instituições: Grupo de Apoio à Adoção de Belo Horizonte; Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, pelo projeto Em Busca de um Lar; Tribunal de Justiça do Espírito Santo, pela Campanha Esperando por Você; e Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, pelas iniciativas Projeto Dia do Encontro, Projeto Busca-se(R) e Aplicativo Adoção.

O Grupo de Apoio à Adoção de Belo Horizonte é formado por voluntários que buscam discutir, orientar e fornecer informações sobre a adoção. Já as iniciativas dos tribunais são todas voltadas para aumentar as chances de encontrar famílias em condições legais para a adoção de crianças e adolescentes fora do perfil normalmente procurado — por meio de diferentes estratégias.

Atendendo a indicação da Presidência do Senado, o senador Fabiano Contarato também será agraciado. O senador é professor, palestrante e ativista humanitário. Foi delegado por mais de dez anos, Diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES), e Corregedor-geral do estado. Defensor da adoção tardia, Contarato é casado com Rodrigo Groberio, com quem adotou Gabriel, de 8 anos, e Mariana, de 3 anos.

Premiação 

O prêmio será entregue anualmente a cinco cidadãos ou instituições que estejam vinculadas a ações de promoção da adoção tardia de crianças e adolescentes. A entrega será sempre em sessão do Senado convocada para a semana do Dia Nacional da Adoção, celebrado em 25 de maio.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.