Publicidade

"Crisálida": obra da Escola de Dança do Guaíra faz analogia às transformações da vida humana

As respostas sobre essa fase intermediária foram traduzidas na linguagem da dança. “Crisálida” é uma obra inédita composta por seis coreografias r...

13/06/2024 às 11h11
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: Fernando Barkidom
Foto: Fernando Barkidom

A transformação na vida de alguns insetos é completa, como a larva que vira borboleta. Mas o que acontece na crisálida? As respostas sobre essa fase intermediária, em uma analogia às transformações na vida humana, foram traduzidas na linguagem da dança. “Crisálida” é uma obra inédita da Escola de Dança Teatro Guaíra, composta por seis coreografias realizadas em parceria com o Balé Teatro Guaíra para celebrar o fechamento do primeiro semestre.

Continua após a publicidade

As apresentações serão de 21 a 23 de junho (sexta a domingo) no auditório Salvador de Ferrante (Guairinha). Os ingressos estão à venda a R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada) na bilheteria do Teatro e no site Deubalada.com .

Continua após a publicidade

A Escola é o corpo artístico mais antigo do Teatro Guaíra e uma das poucas escolas de dança de caráter público do País, mantida pelo Governo do Paraná. Neste ano, são 100 alunos em formação de dança clássica e contemporânea, com aulas gratuitas. Este é o segundo espetáculo em que os integrantes da companhia de dança profissional da casa se unem como coreógrafos do corpo artístico de ensino da dança.

CONCEPÇÃO– O tema inspirador para o trabalho veio a partir de uma reunião dos bailarinos-coreógrafos com a coordenadora da Escola de Dança, Larissa Pansera. “Demorou para sair um tema. De repente alguém falou crisálida e alguém acrescentou que o inseto passa mais tempo sendo crisálida do que borboleta ou mariposa. O que a gente quer destacar neste espetáculo é a importância de saber que o tempo de desenvolvimento e amadurecimento não pode ser rompido”, explica.

Quando a borboleta está formada, a crisálida abre-se e a borboleta então pode voar. “Caso a crisálida seja rompida antes do seu tempo, a borboleta ou a mariposa não consegue voar. Fazemos uma reflexão sobre o desenvolvimento da criança, e também do adulto, que cada um tem o seu tempo de compreensão e que se sofre várias transformações ao longo da jornada”, detalha Larissa, que assina a direção-geral do espetáculo.

O caminho da metamorfose até o belo passa por transformações internas, superação de desafios e muitas emoções, como acontece com os próprios alunos durante a formação como artistas. “Algumas coreografias vão linkar com sentimentos de ansiedade e alegria. É preciso passar por transformações para sermos pessoas com melhor entendimento de si mesmas e do mundo e isso não pode ser acelerado nem desestimulado”, frisa a coordenadora.

PARCERIA– A nova parceria segue o resultado motivador conquistado com o espetáculo UNIO, visto por mais de 2,5 mil pessoas no segundo semestre de 2023, com apresentações no Guairinha e no Guairão. “Foi uma experiência incrível”, avalia a coordenadora da Escola.

“É bom para todo mundo. É bom para os alunos que estão trabalhando com bailarinos profissionais, com linguagem e movimentação diferentes do habitual nas aulas de rotina. É muito bom também para os bailarinos, porque a carreira é curta. E o que vai fazer depois? Ser um coreógrafo, trabalhar como técnico, ensaiador, dar aula?”, pontua Larissa, que já era bailarina profissional do Balé Teatro Guaíra e já passou por outras companhias de dança.

Na criação das coreografias neste ano, estão os bailarinos e bailarinas Karin Chaves, Leonardo Vieira, Luana Nery e Rodrigo Leopolldo e as professoras da Escola Fernanda Milani e Renata Bronze. O figurino e o cenário são assinados por Paulo Vinicius. Na iluminação, Marcos Rocha, com trilha sonora de Daniel Maia.

Continua após a publicidade

Serviço:

"Crisálida"

21 e 22 de junho (sexta e sábado), às 20h00

23 de junho (domingo), às 18h00

Local: auditório Salvador de Ferrante (Guairinha)

Classificação: livre

Especificações do espetáculo: dança, balé clássico e contemporâneo.

Ingressos (lugares livres)

Preço Único: R$ 20,00 / R$ 10,00 meia-entrada

Venda no DeuBalada.com e também presencial nas bilheterias do Teatro Guaíra, de segunda a sexta-feira, das 10h às 19h. Nos dias de apresentação, a bilheteria do Guairinha abre duas horas antes do evento.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.