Publicidade

Escolas que foram reformadas e revitalizadas após enchente já estão em funcionamento

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE), realizou na manhã desta terça-feira, 11, em Rio Branco, ...

11/06/2024 às 19h36
Por: Redação Fonte: Secom Acre
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Acre
Foto: Reprodução/Secom Acre

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE), realizou na manhã desta terça-feira, 11, em Rio Branco, uma vistoria às obras de reforma e revitalização realizadas nas escolas Maria Angélica de Castro e Roberto Sanchez Mubarac, no bairro Seis de Agosto, que foram atingidas pelo transbordamento do Rio Acre este ano.

Continua após a publicidade

O ano letivo nas escolas de ensino fundamental, anos iniciais e anos finais, iniciaram-se no dia 26 de fevereiro, mas as aulas tiveram que ser interrompidas por conta da cheia, que atingiu diversos bairros da cidade.

Continua após a publicidade
Escola Maria Angélica passou por duas alagações consecutivas. Foto: Mardilson Gomes/SEE
Escola Maria Angélica passou por duas alagações consecutivas. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Na Escola Maria Angélica, o secretário de Educação, Cultura e Esportes, Aberson Carvalho, destacou que aconteceram grandes alagamentos em dois anos consecutivos, 2023 e 2024, devido às mudanças climáticas e seus efeitos extremos. “Trata-se de uma escola bastante antiga, uma escola tradicional e que absorve pessoas que moram em bairros do entorno. A escola passou por duas alagações seguidas e houve a queda do muro, então fizemos os investimentos, deixando a escola pronta para receber ‘as nossas autoridades’ [as crianças] e, quando se fala em mudar a escola de local, há toda uma questão de identidade, um amor por essa escola, por tudo o que ela representa”, relatou.

Secretário Aberson Carvalho destacou a importância afetiva da escola para a comunidade. Foto: Mardilson Gomes/SEE
Secretário Aberson Carvalho destacou a importância afetiva da escola para a comunidade. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Na Maria Angélica, o governo do Estado realizou intervenções no muro, que caiu este ano, além de intervenções também na cozinha, roçagem, nos condicionadores de ar e também foi realizado um serviço de pintura. “Sofremos muito, mas estamos voltando à rotina”, afirmou a coordenadora Josefa da Silva, também diretora eleita da escola.

As aulas foram reiniciadas no dia 18 de abril. De acordo com a gestora, a escola ficou nove dias sem aulas, que estão sendo repostas a partir de um novo calendário letivo. “Começamos as aulas no dia certo, mas tivemos que parar; agora, com essas intervenções, estamos retornando à normalidade”, disse.

Escolas recuperadas pelo governo já têm novo calendário letivo. Foto: Mardilson Gomes/SEE
Escolas recuperadas pelo governo já têm novo calendário letivo. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Outra escola vistoriada pelo secretário foi a Roberto Mubarac. Lá também as águas do Rio Acre interromperam o ano letivo e foram realizadas intervenções na parte elétrica, nos condicionadores de ar, na calçada e também realizada uma pintura.

A diretora Mônica Araújo, cuja gestão se encerra no próximo dia 31 de julho, destacou a importância da visita do secretário. “É muito bom a presença dele aqui na escola, ver o andamento das obras, do que está sendo feito; que ele venha outras vezes”, convidou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.